sexta-feira, 1 de julho de 2011

Desenvolvimento na infância - Desenvolvimento Físico

 ·         O bebé quando nasce:
            - a cabeça representa ¼ do comprimento total do corpo;
            - não tem equilíbrio;
            - os olhos têm metade do tamanho final;
            - o corpo representa1/20 da estrutura final do adulto.

·         Relativamente ao peso:
            - é variável;
            - os meninos têm, geralmente, 4% superior ao das meninas;
            - as crianças que nascem com baixo peso conseguem aproximar-se das curvas de crescimento dos recém-nascidos normais, mas não igualá-los.

Desenvolvimento motor

·         Processo contínuo que começa com a vida (concepção) e a acompanha sendo agente de modificações e aquisições.

1.    Período germinal
– da concepção à primeira semana;
- este período tem um significado psicológico, social e biológico, quer para a criança, quer para a família.

2.    Período embrionário
– da segunda semana ao segundo mês;
- formação da maioria dos principais sistemas do corpo e caracteriza-se para um rápido crescimento e desenvolvimento dos sistemas;
- este período é muito vulnerável à influência de factores como doenças maternas, uso de medicamentos e drogas.
           
3.    Período fetal
- das oito semanas ao fim da gravidez;
- crescimento do corpo (influenciado pelos princípios do desenvolvimento: céfalo-caudal, próximo-distal e acção concentrada para específica) e aperfeiçoamento dos órgãos e sistemas em funcionamento.



Desenvolvimento sensorial

·         Constituído pelos cinco sentidos:

1.    Paladar – parece ser o sentido mais apurado à nascença, pois os bebés têm-se mostrado capazes de distinguir o sabor doce do amargo;
2.    Audição – alguns bebés respondem aos sons quase imediatamente após a nascença, outras apenas após alguns dias;
3.    Olfato – estudos provam que os bebés sentem o cheiro do leite quase desde o nascimento;
4.    Visão – desenvolve-se mais lentamente; o recém-nascido consegue focar, à nascença, a uma distância de 25cm, sendo possível ver a cara da mãe a amamentar;



5.    Tacto – este sentido é funcional desde o momento do nascimento, embora aumento a partir dos primeiros dias ou semanas após o nascimento; os recém-nascidos são sensíveis ao ritmo (embalar, palmadinhas no rabo, etc)


Sem comentários:

Enviar um comentário